• Revista Beneditina 02

  • Voltar
 por 

Documento

Este segundo número de nossa REVISTA BENEDITINA chega às mãos de seus leitores no momento em que a Igreja celebra o tempo forte da liturgia quaresmal. Para ajudar nas reflexões deste "tempo favorável" apresentamos dois artigos: o de D. André Louf, tema do bimestre, trata da "Fragilidade humana como um caminho pascal, segundo São Bernardo" e o de Fr. Jean-Charles Nault aborda a temática que tem voltado à tona em outros autores modernos: "A acédia". "Será bom, diz o articulista, nos questionarmos se não é hora de retomar em consideração esse famoso 'demônio do meio-dia' que os Padres julgavam ser a suprema tentação dos cristãos, diante de sua vocação de filhos de Deus". É interessante ligar este artigo com o de D. André Louf que mostra sinais deste sentimento em São Bernardo, "na monotonia banal de sua vida claustral cotidiana e na aridez que dela resulta". Vemos aí uma espécie de confidência que não estamos habituados a ouvir de São Bernardo: "Um langor invadiu a minha alma... experimentei uma inércia fora do comum. Corria tão bem e eis que uma pedra de tropeço apareceu no meu caminho. Onde está a paz e a alegria no espírito Santo? Eis-me preguiçoso no trabalho manual, sonolento nas vigílias, pronto para me encolerizar e obstinado em meus rancores..." vale a pena percorrer todo o artigo para aprender com São Bernardo não só como triunfar das fraquezas, mas como fazer delas uma verdadeira Páscoa e ocasião de Ação de Graças. Reaparece neste número, em continuação, o tema da Humildade e na Coluna Mestra a carta a um jovem monge escrita por Pe. Peter Lippert, exorta-nos, a todos os que nos comprometemos a viver o amor, a uma fidelidade sempre crescente e a uma generosidade que ultrapasse nossas obrigações. Finalmente, uma página do saudoso D. Gabriel Brasó e os "ditos de Teótimo", transmitindo-nos uma profunda lição de vida, encerram esta presente edição que esperamos tenha a mesma acolhida da anterior. Ir. Paula Iglésias, OSB